Acessibilidade para pessoas com deficiência física

(1) Comentário - 18/03/2017

Elevador para Deficientes Físicos

A Lei da Acessibilidade (Lei nº 10.098/2000) define uma série de adaptações básicas para garantir o acesso de portadores de deficiência aos mais variados espaços. De forma geral, a legislação estabelece a eliminação de barreiras à circulação de pessoas com deficiência. No texto, o termo se aplica a qualquer obstáculo ao acesso, liberdade de movimento ou circulação da pessoa com deficiência. Ainda de acordo com a lei, a pessoa com deficiência é aquela que tem capacidade limitada de se relacionar com o meio ou utilizá-lo, de forma permanente ou temporária.

Algumas medidas que devem ser tomadas de forma a garantir o acesso de pessoas com deficiência a edifícios, transporte e outros locais públicos. No caso de portadores de deficiência física, o elevador para cadeirante é apenas uma das adaptações necessárias para que um local esteja conforme a lei.

As normas de acessibilidade para portadores de deficiência física são definidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Lei da Acessibilidade para empresas

Guia prático para elaborar o projeto do seu elevador

No caso de empresas, o local deve ter algumas adaptações para garantir o acesso tanto de clientes quanto de colaboradores. Os relógios de ponto devem estar a 80 cm do piso e a mobília deve estar disposta de uma forma que possibilite a circulação de cadeirantes.

elevador é essencial para a acessibilidade. Obstáculos à circulação, como escadas, devem ser solucionados com um elevador para cadeirante ou rampa. Os balcões de atendimento também devem ser adaptados, permitindo a aproximação frontal de pelo menos uma cadeira de rodas, com uma altura livre mínima de 70 cm do chão.

As portas devem ter largura mínima de 80 cm, possibilitando a passagem de usuários de cadeira de rodas, além de maçaneta de formato alavanca. Banheiros devem ter as medidas da ABNT para garantir o acesso para cadeirantes. Lembre-se que estas normas não se aplicam apenas a edifícios, mas para espaços públicos em geral. Em Curitiba, por exemplo, cada estação tubo conta com um elevador para cadeirante além dos degraus.

Por fim, todas as áreas de circulação com o Símbolo Internacional de Acesso, incluindo elevadores.

Acessibilidade em casa

Se você vive com uma pessoa portadora de deficiência física, o ideal é investir em algumas medidas para tornar sua casa mais acessível.

Certifique-se de que todas as maçanetas são no formato alavanca e que as dimensões do banheiro são apropriadas para cadeirantes. O box deve ter barras de apoio e um assento. Por fim, considere investir em um elevador residencial para cadeirante: é uma forma de garantir que ela possa se deslocar de maneira independente.