Conheça a história do elevador

Seja o primeiro a comentar! - 14/12/2016

É difícil imaginar um prédio comercial ou residencial sem um elevador. O equipamento facilita a movimentação pela área, que se torna mais acessível a todos. O que poucos sabem que esse importante equipamento é bastante antigo!

O primeiro elevador da história foi construído no século I a.C., em Roma, pelo arquiteto Vitrúvio. Na época o equipamento não tinha a função de transportar pessoas. Era utilizado para cargas pesadas, como materiais de construção, alimentos e até mesmo reservas de água. Sua composição era bastante primitiva: o primeiro elevador era formado por uma estrutura com roldanas movidas por animais ou força humana, geralmente mão de obra escrava.

O primeiro elevador residencial e para transporte de pessoas surgiu somente em 1743, quando o rei Luís XV mandou instalar o equipamento no Palácio de Versalhes. O equipamento unia seus aposentos aos da Madame de Châteauroux, sua amante.

A modernização do elevador só aconteceu depois da Revolução Industrial, quando um motor a vapor passou a movimentá-lo. Cabos também eram usados, mas eles não eram tão resistentes: circulavam diversas notícias de acidentes por seu rompimento. Assim, era comum encontrar que fugisse do elevador por considerá-lo muito perigoso. Em 1853 isso mudou: o americano Elisha Graves Otis criou o primeiro sistema de segurança para elevadores. A solução travava o equipamento caso os cabos se rompessem.

Daí em diante o elevador virou sinônimo de segurança e passou a utilizado com frequência para transportar pessoas. Nos anos seguintes, foi modernizado e passou a ser movido à eletricidade, como é até hoje.

Elevador Antigo

Composição do elevador

O elevador moderno é composto por seis elementos básicos:

  • Casa de máquinas: contém todos os componentes necessários para o funcionamento do elevador. Este elemento não é obrigatório em versões mais modernas;
  • Cabine: compartimento de transporte de pessoas ou cargas, sempre com limite de lotação e peso;
  • Contrapeso: componente que possibilita que a cabine seja movimentada e balanceada, otimizando o funcionamento do elevador;
  • Caixa: parte do edifício em que a cabine se movimenta;
  • Pavimento: local de entrada e saída da cabine;
  • Poço: parte em que são instalados dispositivos de segurança do elevador.

 

Você também poderá gostar de…

+ Conheça a Lei de Acessibilidade no Brasil!
+ Qual o processo de instalação de elevadores nos prédios antigos?